Sinsej apresenta proposta sobre vale-alimentação

  • on 07 outubro, 2010
  • O Sinsej protocolou na manhã desta quinta-feira (7) uma proposta de projeto de lei para regulamentar o pagamento do vale-alimentação que entrará em vigor a partir de 1º de janeiro de 2010. Outra reunião deve acontecer ainda na próxima semana para fechamento da negociação.

    Na proposta, destaque para alguns pontos:
    • O § 1º dispõe sobre locais de trabalho onde os funcionários recebem adicional de gratificação por produtividade, situação ocorrida na fábrica de tubos e unidade de pavimentação. O salário base desses servidores é inferior a R$1.500,00, mas excede um pouco quando somado às gratificações.
    • § 3º - Possibilidade de opção por cartão-alimentação ou cartão-refeição.
    • § 4º - O valor do auxílio não será considerado para cálculos de contribuição ou benefícios previdenciários.
    • Art. 2º - O reajuste do valor do vale acontecerá na mesma época do reajuste salarial.


    Confira a proposta na íntegra abaixo.



    5 comentários:

    Carvalho disse...
    Este comentário foi removido pelo autor.
    PAULO ROBERTO disse...

    Olá pessoal do Sinsej. Ouvi boatos de que estão com um projeto que acaba com o triênio do servidor público. Será que essa informação procede? Grande abraço!

    Movimentação disse...

    Oi, Paulo.
    Não temos nenhuma informação a respeito de intenção de acabar com o triênio. Estamos atentos. Qualquer indicação do governo a respeito, comunicaremos.

    Grande abraço.

    Ulrich

    struckcom disse...

    Esse sistema é adotado pela empresa TMKT. Lá, se assina um termo, válido por 1 ano, na qual o funcionário escolhe que tipo de cartão deseja receber (vale supermercado ou vale refeição).

    A Gestão de Pessoa deve fazer o mesmo. A cada ano, perguntar aos funcionários, através de seus representantes em cada setor, qual tipo de cartão desejam receber naquele ano.

    Nossa vida muda no decorrer do tempo e também as necessidades vigentes; isso deve ser levado em consideração. O benefício, portanto, tem que ter essa flexibilidade.

    patriciacontreras12 disse...

    Olá,
    houve um certo boato de que,assim como os relógios a cesta de natal não será permitida aos servidores,por intervenção da promotoria de Joinville.Vocês sabem algo a respeito do assunto?